quinta-feira, 8 de novembro de 2007

LEGALIZA?

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Está na hora de legalizar as drogas no Brasil? É o que pergunta (e tenta responder) reportagem da Superinteressante de outubro. Desde setembro, a revista disponibiliza gratuitamente em seu site todas as matérias produzidas nos 20 anos de existência.

Para o Millôr, a resposta é sim. “Liberadas as drogas, na mesma hora, não é no dia seguinte, não, companho, desaparece o traficante (...) E ninguém morre mais de bala perdida”, afirma na revista Veja desta semana.

Em tempo: Tens mais cinco minutos livres? Então recomendo a leitura de outras cinco reportagens produzidas pela Superinteressante sobre o tema. A revista as publicou em 1992, 1995, 1998 e em janeiro e agosto de 2002.

2 comentário(s):

LoBnEwSs disse...

Também acho que devem liberar as drogas, quantos problemas iriam ser resolvidos hein.
Mas não há interesse para que isso aconteça, quanta gente ganha dinheiro com isso além dos traficantes...
Pior ainda é que eles estão entre os que decidem isso também...

Luis disse...

Ola,

Eu também venho acompanhando desde as primeiras publicações, o assunto sobre liberalização, descriminalização, etc.

Penso que seja um risco muito grande a legalização. Voce tem conhecimento que para ficar viciado em crack, bastam alguns segundos? Heroína uma dose. Cocaína também é muito forte, vicia facilmente.

Pense em uma industria poderosa seduzindo consumidores...agora monte em sua cabeça um cenário, onde visitar/passear/consumir: no shoping, praça, praia, teatro, ao dirigir (no trânsito), no restaurante, etc, etc,
sempre encontre uma pessoa drogada, fazendo bobagens, merdas mesmo. Ameaçando o bem estar da população em geral.

Voce deve saber também que um viciado não tem contribuição nenhuma para o sistema produtivo. É um zero a esquerda, um estorvo

Agora imagine grande parte da população nessas condições...

É a própria imagem do filme RESIDENT EVIL, os zumbis são os viciados.

Se levarmos em consideração que da individualidade podemos ter pelo menos uma visão do resto da humanidade, posso te dizer que nunca usei essas porcarias e sou muito feliz.

Também não preciso beber para "ficar alegre".

Drogas, bebidas e outros vícios destrutivos são cânceres que lutam para destruir a raça humana.

Postar um comentário

Que bom que neste post algo lhe despertou a vontade de deixar um comentário.

Elogios, críticas e sugestões são sempre bem vindas. Só mantenha a elegância no uso das palavras, ok?